indicacao-midas
OFICINA MIDAS MAIS PRÓXIMA:

Carros Elétricos: O Futuro é Hoje

15. 02 .2019 | Curiosidades

 

A tomada de consciência perante as alterações climáticas levou muito bom condutor a ponderar a substituição do seu clássico carro a gasóleo ou a gasolina por um carro elétrico. Faz sentido? Se sim, será o estado do nosso planeta a principal razão para pensar em mudar de carro? O nosso planeta fica, de facto, mais saudável - ou menos poluído - se optarmos por um carro elétrico em detrimento de um a gasóleo ou a gasolina? João Matos Fernandes, ministro do Ambiente, vaticinou o fim dos carros a gasóleo e uma espécie de baby boom dos carros elétricos. Tem razão?

As perguntas surgem-nos a alta velocidade. As respostas demoram o seu tempo. Talvez ainda venham a pé. Mas vêm.

 

O que é um Carro Elétrico?

Vamos, primeiro, esclarecer o que é um carro elétrico. Ora bem, um carro elétrico é um tipo de veículo propulsionado por um motor elétrico. Estes diferem dos veículos usuais (a gasóleo ou a gasolina) pelo simples fato de utilizarem um sistema de propulsão elétrica e não a solução comum de motor de combustão interna. Este motor elétrico vai buscar a energia química armazenada nas baterias recarregáveis, que depois é convertida em energia elétrica para alimentar o motor. Por sua vez, o motor fará a sua conversão em energia mecânica. E é assim que o veículo anda. 

 

Carros Elétricos - Vantagens e Desvantagens

Os carros elétricos apresentam uma série de vantagens bastante atrativas. Por exemplo, consomem muito pouco e são conhecidos pelo seu pouco desgaste das peças, pelo custo reduzido de manutenção, pelos seus motores silenciosos, pela autonomia suficiente para uso na cidade, e pelas emissões zero. 

Mas, e porque há sempre um mas, também têm as suas desvantagens: o preço do veículo e o preço das baterias é elevado. Para esta desvantagem, uma dica: carros elétricos usados - com o preço dos veículos elétricos ainda fora do alcance de muitos, esta pode ser uma solução. Outras desvantagens são a baixa autonomia e o processo de carregamento, que ainda está longe de ser o mais eficaz.

 

Manutenção de Carros Elétricos

Quando pensamos em manutenção de um carro, pensamos imediatamente no dinheiro que vamos gastar com essa manutenção. Ora, no caso dos carros elétricos, a manutenção é bem mais barata do que no caso dos carros a gasóleo ou gasolina, uma vez que estes não usam óleos do motor, filtros nem correias. Desta forma, apenas é necessário fazer revisão de carros elétricos a cada 50 mil quilómetros.

Em contraponto, os carros movidos a combustíveis fósseis precisam de ir à revisão a cada 15 mil quilómetros. E mais: muitas vezes, o carro elétrico trava com o motor para recarregar baterias, o que impede um desgaste tão acentuado das pastilhas dos travões. Os pneus também não são tão afetados, permitindo uma maior durabilidade - cerca de 100/120 mil quilómetros, com um custo de 100 euros por ano.

Se necessitar de realizar a manutenção deste tipo de veículos, poderá agendar um serviço na sua oficina Midas mais próxima.

 

Carros Elétricos em Portugal | Na cabeça da Europa

No nosso país, no primeiro trimestre de 2018, foram vendidos 726 carros elétricos, quase duplicando o valor do ano anterior. A verdade é que a venda de carros elétricos na Europa tem subido de forma gradual. Portugal acompanha essa tendência. 

 

Onde carregar Carros Elétricos?

Aqui está uma pergunta que muitos pretendentes a condutores de carros elétricos têm. E é uma pergunta que faz todo o sentido ser feita, até porque há três aspetos essenciais a ter em conta:

  1. Há, ainda, uma certa dificuldade de acesso aos pontos onde se podem carregar os carros elétricos;
  2. Mantêm-se alguns problemas nos postos de carregamento dos veículos elétricos, em Portugal; 
  3. Os carregamentos dos veículos elétricos ainda são bastante demorados. 

 

De todo o modo, estes aspetos tendem a ser resolvidos com o tempo. São dores normais de crescimento. Faz tudo parte do processo. E já há bastantes pontos de carga onde pode reabastecer o seu veículo elétrico. Falamos dos postos Cepsa, EDP, Galp, KLC, Mobiletric e Prio.

Apesar da existência desta rede pública de postos de carregamento, é quase indispensável que você, enquanto proprietário e condutor de um veículo elétrico, disponha de um espaço próprio onde possa carregar a bateria da sua viatura.

Assim, o aconselhável é a aquisição de uma wallbox, o chamado posto de carga doméstico que reduz bastante o tempo de carregamento. Para além dos fabricantes de viaturas elétricas, há outras empresas que fornecem e instalam wallboxes adequadas para cada tipo de carro e casa. Basta googlar e encontra facilmente. 

 

Custo de carregamento de um Veículo Elétrico

E qual o custo de carregamento de um veículo elétrico? Outra pergunta certeira. O pagamento pelo carregamento de carros elétricos já está em vigor desde Novembro de 2018 mas, por enquanto, apenas tem sido taxada a utilização dos pontos de carregamento rápido, que é como quem diz, aqueles que garantem 80% da carga das baterias em meia hora.

A fatura total depende sempre da operadora que escolher, uma vez que inclui três parcelas: o custo do operador do posto de carregamento, o custo do comercializador de eletricidade para a mobilidade elétrica e, claro está, as taxas e impostos. 

Mas podemos apresentar-lhe alguns preços fixos para carregamentos de 30 minutos e para consumos médios de 15kWh, numa tarifa bi-horária. São eles: 

  • 8,97€ na Cepsa; 
  • 7,13€ na KLC; 
  • 7,03€ na Galp; 
  • 5,39€ na Mobiletric;
  • 5,28€ na EDP; 
  • 3,44€ na Prio. 

 

Carros Elétricos Tesla | O Futuro tem muito estilo

Quando se fala de carros elétricos, fala-se, obrigatoriamente, da Tesla. A Tesla foi fundada em 2003 com o intuito de fazer com que os veículos elétricos pudessem ser melhores, mais rápidos e mais divertidos de conduzir do que os automóveis a gasolina. Como é apanágio das grandes empresas, por detrás deste objetivo, há uma missão mais humana: acelerar a transição do mundo para a energia sustentável.

Hoje em dia, a Tesla não fabrica, apenas, veículos totalmente elétricos, mas também produtos de produção de energia limpa e de armazenamento infinitamente dimensionáveis. A Tesla acredita que quanto mais rapidamente o mundo deixar de depender de combustíveis fósseis e passar para um futuro de zero emissões, melhor. 

Para isso, já lançou vários veículos elétricos: em 2008, o Roadster revelou a tecnologia de ponta de bateria da Tesla e a transmissão elétrica. Desde então, surgiu o Model S, que se tornou o melhor automóvel da sua classe em todas as categorias. Seguiu-se o Model X, o veículo utilitário desportivo mais seguro, mais rápido e com maior capacidade da história (com classificações de segurança 5 estrelas em todas as categorias da NHTSA - National Highway Traffic Safety Administration). Depois do Model X, veio o Model 3, um veículo elétrico de grande volume e baixo custo que começou a ser produzido em 2017. Pouco tempo depois, a Tesla revelou o camião mais seguro e confortável de sempre, o Tesla Semi. 

“Os automóveis elétricos, as baterias e a produção e armazenamento de energia renovável já existe de forma independente, mas quando combinadas, tornam-se ainda mais poderosas – é esse o futuro que queremos”, diz a Tesla. E nós dizemos que, tendo em conta a poluição a que o mundo tem estado sujeito, se houver futuro já não é nada mau. Havendo, que seja conduzido por pessoas responsáveis e conhecedoras deste nosso pontinho no universo. Num automóvel elétrico ou não. Mas a alta velocidade.

PARTILHAR:

artigos relacionados

Carro elétrico, quem o utiliza e como?

Carro elétrico, quem o utiliza e como?

Com o passar do anos, os carros elétricos estão a ganhar adeptos entre os condutores.  As vendas de carros elétricos voltaram a bater recordes em Portugal em 2016.

ver mais