A chave do seu sucesso é Midas. Faça-se franquiado!

Quando mudar o líquido anticongelante? 


Sabe qual é a altura certa para mudar o líquido anticongelante do seu carro? Com as temperaturas a baixar no outono e no inverno, é normal que durante a revisão do seu carro as oficinas indiquem se chegou o período para mudar o líquido anticongelante do automóvel. Apesar de ser um dos produtos mais importantes na proteção do seu automóvel, muitas são as pessoas que continuam a não saber no que consiste. Mas a Midas explica-lhe.


O líquido anticongelante é, basicamente, composto por água e anticongelante (glicol / etanol) misturado com vários aditivos. A função da água é refrigerar e usa-se preferencialmente já destilada, para evitar compostos que possam danificar os componentes do automóvel. Quanto ao composto anticongelante, este tem como principal função a de, tal como o nome indica, proteger qualquer líquido, tal como a água, de congelarem a temperaturas baixas. 


Como funciona? Deve-se mudar o líquido anticongelante pois é através do seu principal componente, o etilenoglicol, que este desempenha um papel único no sistema de refrigeração do seu carro, permitindo-lhe que o motor funcione sem problemas, mesmo quando as temperaturas são abaixo de zero. Este líquido também evita ainda o congelamento do líquido refrigerante inserido no radiador, o que lhe permite reduzir a sua temperatura de congelamento, para além de lubrificar a bomba de água, inibir a corrosão.


anticongelante-banner


Mudar o líquido anticongelante: quais os produtos existentes?


É fundamental escolher um bom líquido anticongelante para o seu automóvel. Existem alguns tipos deste produto e, dependendo do grau de pureza usado no etilenoglicol, o anticongelante pode suportar mais ou menos temperaturas extremas. Os mais conhecidos são os seguintes:


  • 10% de etilenoglicol: pode ser usado entre -4ºC e 102ºC.
  • 25% de etilenoglicol: pode ser usado entre -12ºC e 103ºC.
  • 50% de etilenoglicol: pode ser usado entre -37ºC e 108ºC.


Mas há mais: ao mudar o líquido anticongelante pode optar por um orgânico, híbrido ou inorgânico:


Os orgânicos:

  • são conhecidos por ter uma maior durabilidade e por atingirem temperaturas mais baixas, protegendo assim todos os elementos do motor da corrosão. 


Os híbridos: 

  • só podem ser utilizados em determinados modelos e é uma mistura entre os orgânicos e os inorgânicos.


Os inorgânicos: 

  • duram menos que os orgânicos e podem congelar também mais cedo, pelo que não são tão recomendados. 


Essencialmente, ao mudar o líquido anticongelante do seu automóvel está a garantir que o motor funciona sempre à temperatura recomendada. Por norma, as oficinas recomendam mudar o líquido anticongelante a cada 30 mil quilómetros ou de dois em dois anos. Para escolher o melhor líquido anticongelante para o seu carro, peça à midas um orçamento e agende a sua visita a uma oficina MIDAS e siga os conselhos dos nossos especialistas