A chave do seu sucesso é Midas. Faça-se franquiado!

A importância de substituir as escovas do limpa para-brisas


Para que obtenha uma maior visibilidade no momento de conduzir, nada como substituir as escovas do limpa para-brisas e assim garantir que estas se mantêm em boa qualidade e sempre atualizadas para qualquer eventualidade. A visibilidade pode pôr em risco a sua segurança, a de outros condutores e a dos peões. Este argumento deve ser mais que suficiente para que, quando as suas escovas deixarem de cumprir a sua função, sejam substituídas de imediato. A substituição das escovas do limpa para-brisas traduz-se apenas num pequeno investimento que pode poupar incidentes de grande proporção. 


Quando se deve substituir as escovas do limpa para-brisas


Muitos condutores têm dificuldades em detetar quando as escovas do limpa para-brisas precisam de ser substituídas. Os possíveis sinais de desgaste que lhe indicam que chegou o momento de substituir as escovas do limpa para-brisas são

- Fraco contacto do limpa para-brisas com o vidro;

- Ruídos estranhos durante o funcionamento das escovas; 

- Quando a superfície do para-brisas não fica totalmente limpa;

- Se sentir cortes no fio da escova. 


Existem algumas práticas que favorecem o rápido desgaste do seu limpa para-brisas. Assim, há que evitar:


- Colocar o limpa para-brisas a funcionar quando o vidro está seco;

-  A entrada de lubrificantes ou produtos químicos sobre a escova;

- A utilização de componentes ou líquido de lavagem de baixa qualidade; 

- A longa exposição solar ou a temperaturas extremamente altas;

- A utilização das escovas com neve no para-brisas;

- A utilização de água corrente como líquido para o limpa para-brisas. 


Tipos de escovas do limpa para-brisas


Atualmente já existem dois tipos de escovas distintos. As escovas tradicionais que são ainda usadas pela maioria, caracterizam-se pela pequena armação de metal. As escovas planas são utilizadas nos automóveis mais recentes. Toda a sua composição é de borracha mais flexível. Estas podem ser consideradas mais vantajosas devido à pressão que exercem sobre o vidro, que é distribuída de forma mais uniforme. 


Agora, não se esqueça, deve-se substituir as escovas do limpa para-brisas pontualmente, devido ao pó ou areia incrustados, mas também por estas estarem expostas às alterações meteorológicas e isso levar a um desgaste acentuado do material. Apesar de existir a necessidade de estar constantemente atento, o recomendável, que pode variar dependendo do modo como se preserva estas, é substituir as escovas do limpa para-brisas a cada 12 meses. 


escovas-banner-midas


Não espere para substituir as escovas do limpa para-brisas: os primeiros sinais de desgaste levam a uma redução da visibilidade e, portanto, a um aumento do perigo no momento de conduzir. Assim como não deve esquecer-se de substituir a escova do limpa para-brisa que existe no vidro traseiro. Por vezes é esquecido, no entanto proporciona-lhe uma maior visibilidade no momento de fazer as suas manobras. Siga os conselhos dos especialistas da MIDAS.