A chave do seu sucesso é Midas. Faça-se franquiado!

Volante do Motor: o que é e para o que serve 

 

Volante do Motor sabe o que é? Todos conhecemos algumas peças dos carros, sobretudo aquelas que requerem o maior número de intervenções, seja mudar o óleo ao motor ou uma embraiagem, por exemplo. Mas também existem muitas que poucos conhecem, como o volante do motor, que nem por isso é menos vital para o bom funcionamento de um automóvel. O volante do motor, também conhecido como volante de inércia, este causa algumas dores de cabeça aos condutores devido às suas avarias e ao tipo de reparação a que obriga. Mas para que serve um volante do motor? 

 

A sua função principal é oferecer precisão e, como já referido, é fundamental para o funcionamento de qualquer motor. Podemos encontrá-lo por trás do motor dos automóveis, transmitindo a força deste através da embraiagem. Por exemplo, nos carros com caixa manual, o volante do motor assume a responsabilidade de suavizar a potência proveniente do motor, absorvendo as vibrações de forma a que a transmissão não sofra danos e que o carro continue a circular suavemente. 

 

Ao armazenar a energia que passa para o motor, consegue manter o seu carro estável quando este deixa de receber força.  

 

Tipos de Volante de Motor 

 

Nos anos 90, todos os carros em circulação utilizavam um volante de motor monomassa, conhecido como volante de motor convencional. Anos mais tarde, viria a ser desenvolvido o volante de motor bimassa, que tinha como principal diferença a utilização de 2 massas na sua constituição. Por exemplo, enquanto o volante monomassa tinha apenas um disco de aço, o de bimassa tinha dois discos. 

 

 motor-banner-artigo

 

Volante do Motor: sintomas que pedem substituição 

 

O melhor para prolongar a sua duração é cuidar ao máximo da embraiagem. A sua vida útil é de pelo menos 200.000 km, mas pode variar dependendo do seu estilo de condução. Sendo um mecanismo de funcionamento e desgaste constante, o volante do motor apresenta sintomas que revelam que este deve ser substituído. Sabe como os identificar?  

 

Os principais sintomas que indicam a necessária substituição do volante de motor são: 

 

  • Mudanças instáveis – por exemplo, ter o carro engatado numa determinada mudança e esta regressar ao ponto morto; 
  • Não conseguir mudar de velocidade; 
  • Cheirar a queimado – pode ser devido ao excesso de fricção no volante de motor bimassa ou monomassa; 
  • Vibração em excesso no pedal da embraiagem; 
  • Pedal da embraiagem em baixo; 

 

No entanto, há outros sintomas mais discretos que podem indicar a existência de problemas no Volante do Motor: 

 

  • Ruídos estranhos no momento de ligar o carro: se forem metálicos, saia do carro e tente escutar melhor, principalmente junto ao motor; 
  • Ruídos ao pisar a embraiagem; 
  • Ruídos e vibrações quando o motor do veículo está ao ralenti: é mais que provável que estes sintomas diminuam ao acelerar o motor. 

 

 

O problema mais importante na reparação do Volante do Motor não é a peça em si, mas sim o sítio onde se situa. Por esta razão, deve ser montada por um mecânico profissional e, no caso do volante bimassa, é aconselhado que a sua substituição seja realizada de cada vez que mudar a embraiagem. 

Assim, caso note algum destes problemas, entre em contacto com uma das nossas oficinas, peça um diagnóstico automóvel  e siga sempre os conselhos dos especialistas MIDAS.